Visitantes

Nós temos 3 visitantes online

Quando a mente está ativa, o mundo parece ser muito real. Durante o sonho, quando a mente está ativa, o mundo do sonho parece muito real. De fato, pode-se sonhar com algo absolutamente impossível, por exemplo, ter uma conversa com um parente ou amigo morto. Pode haver uma dúvida momentânea sobre o homem já ter morrido, mas rapidamente a mente se reconcilia com o fato aparentemente impossível e o homem morto torna-se vivo para o objetivo do sonho. Em outras palavras, a realidade do mundo do sonho torna-se totalmente aceitável. É o mesmo com o mundo que é visto no estado acordado. A totalidade da mente – consciência – sabe que o universo é meramente um aparecimento ilusório, mas a mente-dividida da dualidade não duvida da realidade do mundo que aparece no estado acordado. Como pode a mente-dividida duvidar da realidade do mundo que ela mesma criou? É a mente-dividida que cria o mundo ambos no estado acordado como no estado de sonho, e enquanto a mente está absorvida em qualquer um dos mundos, ela não pode negar a sua realidade. É somente quando você está acordado que você compreende a não realidade do mundo do sonho. É somente quando há o despertar espiritual, quando a mente voltou-se para dentro e a percepção ao exterior na dualidade cessou, que o universo no exterior é percebido somente como a expressão do sujeito absoluto não manifesto, e não pode, portanto, ter nenhuma realidade independente.

Advaita Fellowship Newsletter Fevereiro 2013

Outros Textos...

Banner